quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Jornal da Manhã

Relativamente a esta notícia :





- Dever-se-ia apostar mais em educação sexual neste País, tanto por parte dos Pais como pela Escola; 


- Sou uma defensora da Interrupção voluntária da gravidez, mas como último recurso, esta não pode ser usada como um anticoncepcional; 


- Acho que os Jovens se devem dirigir ao SEU centro de saúde para terem um melhor acompanhamento, após a resolução do problema. Quer queiramos, quer não, existe ainda muita discriminação. Tem de se apostar na EDUCAÇÃO, e o facto de entrarem em qualquer lado para levantar a pílula do dia seguinte ou serem reencaminhados para um Hospital é apenas uma solução penso rápido.  

Já conheci quem o fez, estamos a falar de uma pessoa com uma certa idade, e contou-me, posteriormente, do mal tratamento que sofreu no Hospital. Depois surgiram complicações e foi preciso espernear muito para ter a atenção devida. 


- Os jovens, hoje em dia, passam a maior parte do tempo em frente a um computador, usem-no para recolher informações. Se não sabem, um PC não se resume ao MSN e a jogos. 

- Aprendam, de uma vez por todas, que ao iniciar uma vida sexual, esta acarreta, obrigatoriamente, algumas responsabilidades. Não tenham pressa em crescer, e o facto de darem uma cambalhota não vos torna num adulto.


- A todos os profissionais de saúde que, de uma forma ou de outra, discriminam estas Pessoas, ide para um sítio que eu cá sei. Fica aqui uma pista, começa com CAR e acaba em ALHO!

2 comentários:

Miguel Bordalo disse...

Carvalho? Vão para o Carvalho? Onde é o Carvalho?

Olha. Eu acho que a informação é a arma mais poderosa em todas as fases da vida. Mas um puto que é puto, e eu bem me lembro e não serei tão diferente hoje em dia, quer uma coisa, e não é por querer ser adulto!!! Quer porque é bom!

Se estiver informado, pode tornar uma coisa boa numa experiência boa para se lembrar mais tarde. Se não estiver informado, se for tudo confuso, e acima de tudo, como dizes e muito bem, se dificultarem o acesso à informação - tudo pode tornar-se numa pequeno pesadelo.

Maria disse...

Miguel,

A informação pode ser uma arma poderosa ou uma aliada, depende do uso que lhe queiram dar.

Mas a educação é necessária. Lembro-me, como se fosse ontem, de ter uns 16 anos e o meu Pai virar-se para mim e dizer " Gravidez tem solução e a doença não." Lembro-me do filme Kids, que demostra isso tão bem.
Há tanto que se posso dizer, mas resumir algo simples, por vezes é bastante complicado :).