segunda-feira, 30 de junho de 2008

A primeira..

... coisa que fiz, mal cheguei a Lisboa, foi sintonizar a rádio Radar!! Agora percebo, finalmente, porque é que os ouvintes diziam que o meu programa  lhes fazia lembrar esta rádio, adoro a maioria das músicas que oiço e muitas passava-as nas minhas emissões. Sinto-me muito lisonjeada!
Só tenho pena que não tenha uma emissão a nível nacional, poupava-me o trabalho de ligar o ipod enquanto conduzia.


                                         The National* - Slow Show

Standing at the punch table swallowing punch
can’t pay attention to the sound of anyone
a little more stupid, a little more scared
every minute more unprepared

I made a mistake in my life today
everything I love gets lost in drawers
I want to start over, I want to be winning
way out of sync from the beginning



                                     Spiritualized* - She Kissed me



*Estes moços vão estar presentes, dia 10 de Julho, no Oeiras Alive,juntamente com os RATM, Gogol Bordello e CSS, eu ainda não sei se vou lá estar!!!

Olé!!!!!!!!!!!!*

Ontem assistiu-se a um excelente jogo de Futebol, pena não ter sido Portugal na final.



Será que alguém se lembra desta pérola que encontrei por aí? Eu, infelizmente ou felizmente,ainda não sei, lembro-me bem!! Ainda por cima passei férias em Espanha esse ano, e a famosa laranja estava colada em tudo que era lado.
AH grande Xavi!

*O título também poderia ser Ay Caramba,Viva Espana, la Puta madre ou outra frase cliché qualquer que associamos aos nossos vizinhos, optei pela mais óbvia.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Olha o Peixe fresquinho,sub-explorado e até certificado!

Segundo parece, e de acordo com o Jornal Público, activistas da Greenpeace "invadiram" um hipermercado, de maneira a alertar os consumidores portugueses para a extinção de certas espécies piscícolas ( peixe, para uma leiga como eu).
Só vos digo uma coisa, atrevam-se a tirar-me os joaquinzinhos ou as petingas fritas com arrozinho de tomate, que não me responsabilizo pelos meus actos, cheira-me que vai haver sarilho!!!!
Incrível, há muito que não se ouve falar de políticos sérios e honestos* e não vejo nenhuma destas pessoas a invadir a Assembleia da República.

* Estes não são produto da minha imaginação, porque já os houve e creio que ainda existam mas poderão ter sido "saneados" antes de terem tido a oportunidade de fazer algo relevante!!! Das duas uma, ou estão realmente extintos, e aí não há nada a fazer,ou senão fartaram-se desta fantochada a que chamamos política **.



**Política - 
              fig.,
                    astúcia;
                    maneira hábil de agir; ( fonte : Priberam)


E de repente, tudo se torna mais claro!!! Será que os peixinhos estão mais astutos ?!?!?!

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Crónicas da Vida Urbana!

Que bom é ir a pé para o trabalho com o ipod em Shuffle, não saber que música irá sair na lotaria e fico em êxtase quando oiço estas.


                             Peter Murphy - I'll fall with your knife


                                The Strokes - Alone, Together

De repente só me apetece continuar a andar e ver onde me leva a música, pelo menos até durar a bateria do bendito Mp3.
Lamento só vos dar música, mas não muito inspirada e, ultimamante, sinto que não tenho lá muito jeito para a escrita.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Música para recordar!

Sempre adorei ambas versões desta música, tanto a da Patti Smith, a original escrita em parceria com o Bruce Springsteen, como a da Natalie Merchant, enquanto vocalista dos 10.000 Maniacs.
Hoje tive o desejo de a recordar, há sempre músicas que nos aconchegam a alma, que nos trazem alento, esta é, sem dúvida, uma delas.


                                 Patti Smith - Because the Night

take me now baby here as I am
pull me close, try and understand
desire is hunger is the fire I breathe
love is a banquet on which we feed

come on now try and understand
the way I feel when I'm in your hands
take my hand come undercover
they can't hurt you now,
can't hurt you now, can't hurt you now
because the night belongs to lovers
because the night belongs to lust
because the night belongs to lovers
because the night belongs to us

have I doubt when I'm alone
love is a ring, the telephone
love is an angel disguised as lust
here in our bed until the morning comes
come on now try and understand
the way I feel under your command
take my hand as the sun descends
they can't touch you now,
can't touch you now, can't touch you now
because the night belongs to lovers ...

with love we sleep
with doubt the vicious circle
turn and burns
without you I cannot live
forgive, the yearning burning
I believe it's time, too real to feel
so touch me now, touch me now, touch me now
because the night belongs to lovers ...

Esta dedico a X., uma amiga de longa data. Faz 2 anos que a reencontrei, como por magia, na Praia da Manta Rota, e o mais incrível é que, na altura, não me parecia que tempo algum tivesse passado, de repente voltei a ter 15 anos. 
Vem-me à memória uma frase que ouvi num filme, "People come into your life for a reason, a season, or a lifetime.", mais tarde descobri que acabava da seguinte maneira, "When you figure out which one it is, you will know what to do for each person", this is so true!!!!

domingo, 22 de junho de 2008

The end of a Chapter

Ainda estou viva e, segundo parece, a viver em Lisboa!! Estes últimos dias foram cansativos e cheios de emoção, é incrível como me apego às pessoas, no meu último dia acho que desidratei de tanto chorar, juro que não sabia que me ia custar tanto.
Uma das pessoas que acabou por me desiludir um pouco foi o meu maravilhoso chefe, que me pediu para fazer um "forcing" (palavras dele e não minhas) fora de horas para traduzir os processos de auditoria, fi-lo de bom grado, levando até trabalho para casa, e também com esperança que não me descontasse os dias que não dei à Empresa. Muitos foram os colegas que me disseram que não o iria fazer, visto não ser costume, facto testemunhado por mim, pois processo os recibos de vencimento no fim do mês, arquivando também as baixas e as saídas, outros avisaram-me para não o fazer, porque dali não iria sair boa coisa.
Ora quando o meu "mais que tudo" me diz, "Olhe Maria vamos lhe descontar os 19 dias como é normal nestes casos, a minha única resposta foi, "Bem chefinho, não são 19, são 15", deixando de fora "é procedimento normal o tanas, Oh meu atrasado deves te esquecer quem faz isso todos os meses, não?!?!".
Mas como diz o povo, e com muita razão, "águas passadas não movem moinhos", por isso quero começar este novo capítulo da minha vida sem ressentimentos.
"Life is like a wave; you can't change the way it breaks, only the way you ride it", li esta frase algures e acabei por me identificar com ela. Chego a este meu destino sem expectativas, só o tempo dirá se esta mudança foi positiva ou não, tento não pensar no resultado, mas sim em tentar aproveitar enquanto cá estou.


                                          The Gossip - Listen Up

terça-feira, 17 de junho de 2008

Cúmulo da Preguiça...

Vamos a carregar aqui, se faz favor também se cá usa, assim evito escrever um post sobre Paatos (é uma banda para quem não saiba, não pensem que sofro de dislexia) e ter o trabalhinho de ir ao youtube pesquisar os videos.
Aproveitem para ler o Blogue, o rapaz até tem uma certa piada, ou pelo menos acha que tem.
Dá-lhe Sweetie, mas "c'alma"!!!

domingo, 15 de junho de 2008

Arrepio-me (Take II)...

...sempre que oiço esta música. Esta versão, original da Kate Bush, cantada pelo Brian Molko ganha outra dimensão, fazendo despertar novas emoções. 


                                                             Placebo - Running up that hill

It doesn't hurt me.
You wanna feel how it feels?
You wanna know, know that it doesn't hurt me?
You wanna hear about the deal I'm making?
You *be running up that hill*
You and me *be running up that hill*

And if I only could,
Make a deal with God,
And get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
Be running up that building.
If I only could, oh...

You don't want to hurt me,
But see how deep the bullet lies.
Unaware that I'm tearing you asunder.
There is thunder in our hearts, baby.
So much hate for the ones we love?
Tell me, we both matter, don't we?

You, *be running up that hill*
You and me, *be running up that hill*
You and me won't be unhappy.

And if I only could,
Make a deal with God,
And get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
Be running up that building,
If I only could, oh...

'C'mon, baby, c'mon, c'mon, darling,
Let me steal this moment from you now.
C'mon, angel, c'mon, c'mon, darling,
Let's exchange the experience, oh...'


A letra refere que a única maneira de as Mulheres compreenderem os Homens, e vice versa,seria trocarem de lugar, só assim poderiam sentir e experimentar, realmente, as vivências de cada um dos sexos.
Sinceramente não sei se isso seria possível, porque para me lembrar da experiência Masculina, teria de ter consciência de quem era, só assim conseguiria sentir as diferenças e comparar, logo seria impossível separar-me da minha condição feminina.
Imaginem o susto que apanhariam as mulheres quando passassem pela primeira erecção involuntária, uma das vantagens em ser Mulher é o facto do nosso desejo não ser fisicamente vísivel!!!
Seria esta troca de experiências benéfica ? Como sempre, o assunto está aberto a discussão!!!!

Ode ao Domingo!!!


                       The Velvet Underground - Sunday Morning

Sunday morning, praise the dawning
It's just a restless feeling by my side
Early dawning, Sunday morning
It's just the wasted years so close behind
Watch out, the world's behind you
There's always someone around you who will call It's nothing at all
Sunday morning and I'm falling
I've got a feeling I don't want to know
Early dawning, Sunday morning
It's all the streets you crossed, not so long ago


Gosto imenso deste álbum e tal era a gana para o ter que acabei por comprá-lo duas vezes quando o encontrei em promoção!Ou senão foi o facto de já não dar conta da colecção de Cd's que tenho, benditos sejam os downloads, devem estar para a música como as soluções Ikea estão para as casas!!!!

Em chamas...

Conheci os Little Flames em 2007, pouco após terem acabado.
Apesar de só conhecer algumas músicas, que eu saiba não chegaram a lançar um álbum de estreia, gostei bastante da sonoridade,com algumas influências dos anos 60.
Era composta por Eva Petersen, Mat Gregory, Greg Marshall, Joe Edwards e Miles Kane, os últimos 3 formaram os Rascals, após a separação, e o Miles Kane participa também no projecto musical The Last Shadow Puppets, que conta com a presença de Alex Turner, vocalista dos Arctic Monkeys.
Pareceu-me a banda adequada para evidenciar a temperatura elevada que se tem sentido nos últimos dias.

                          The Little Flames - Put Your Dukes up John


 Hoje foi dia de mais uns mergulhos no Mar, à tarde rumei a Lagoa para ir ter com uma amiga, que me mostrou outra praia maravilhosa, e não muito frequentada, aqui no Algarve. Vão ser imensas as saudades de ter o Mar à porta de casa, por isso ando a aproveitar enquanto posso.
Daqui a uma semana estarei em "Terras alfacinhas".

       Praia Cova Redonda

sexta-feira, 13 de junho de 2008

On Repeat...


                                The National - Apartment Story

Cada vez que me lembro que não vi estes Senhores ao vivo, emociono-me!! Juro que fico com a lágrima no cantinho do olho, tal como quando oiço as excelentes músicas da banda.
Agora vou-me deliciar com The Virgina EP*, que contêm algumas faixas desconhecidas e outras ao vivo :), vou ali ligar o Itunes e já volto.

*uhmm link? Mas porquê????

quarta-feira, 11 de junho de 2008

1929 Revisited

Se houve uma lição que tirámos da crise financeira de 1929 é que o histerismo acaba por piorar uma situação!! Ontem, ao fim da tarde, e hoje foram dias de panico na nossa sociedade e o resultado, pelo menos aqui no Algarve, é que a reservas de petróleo de dariam para 4 dias, esgotaram-se num só e as prateleiras do Pingo Doce, onde fui à pouco, estavam vazias!!! 
Sei que estou a exagerar nesta comparação, não me parece que isto vá tomar as proporções do Crash de 29, mas não serve a história para nos ensinar???Não deveremos nós aprender com os erros do passado?
Não terão os Media um papel crucial na fomentação destas situações? Até que ponto é que foram conscientes na maneira em como reportaram a notícia?
Has the beginning an end or is the end  just a beginning??


PS: para quem não sabe o que foi a crise de 1929 é clicar no link, s'il vous plait


Bob Dylan - Highway 61 Revisited

terça-feira, 10 de junho de 2008

E hoje..

.. dei o meu primeiro mergulho deste ano, no Mar, e parece-me que esta é uma das melhores sensações que existe.
Quem conhece a temperatura da água neste cantinho do Algarve, sabe perfeitamente que não é muito amena, mas não resisti, foi mais forte que eu.
O que mais me atrai em ir à praia é a água, não sou moça de ficar a trabalhar para o bronze, simplesmente não tenho paciência. 
Mesmo em pleno Inverno, se estou à beira do Mar, não resisto em molhar o pézinho.
Nada melhor que me enrolar à sombra na companhia da minha música ou de um bom livro, acabando o resultado, muitas das vezes, por ser o mesmo; adormeço esquecendo por completo a baba que corre discretamente pelo canto da boca.
Nestas alturas os problemas e as preocupações não nos ocupam o pensamento, dando-nos força para viver mais um dia e penso para com os meus botões "A vida realmente é feita de pequenos momentos como este".



                                             New Order - Regret

Maybe I've forgotten the name and the address
Of everyone I've ever known
It's nothing I regret
Save it for another day
It's the school exam and the kids have run away

I would like a place I could call my own
Have a conversation on the telephone
Wake up every day that would be a start
I would not complain of my wounded heart

I was upset you see
Almost all the time
You used to be a stranger
Now you are mine

I wouldn't even trust you
I've not got much to give
We're dealing in the limits
And we don't know who with
You may think that I'm out of hand
That I'm naive, I'll understand
On this occasion, it's not true
Look at me, I'm not you

sábado, 7 de junho de 2008

Se faz favor....

...vamos a esperar um bocado enquanto vou ali, ao carro, pôr a bandeira de Portugal na parte de trás do banco do condutor e o cachecol no "tablier", não me posso esquecer, também, da bandeirinha pendurada à janela!!!
É mesmo caso de se dizer, Portugal no seu melhor.
A linha entre o orgulho nacional e a "bimbalhice"* parece-me muito ténue, ou será impressão minha?!?!

E agora vem a famosa adenda : claro que torço por Portugal, espero que ganhe contra a Turquia e já que estamos em maré futebolística aviso desde já que não sou fã de Scolari, não querendo com isto dizer que o Senhor não tenha algum mérito.
Uma coisa que me irritou solenemente no último Europeu foram as pessoas que tanto o enxovalharam e, depois, quando nos levou à final do campeonato só faltou lavarem-lhe o rabinho com água de rosas. O cinismo, afinal, tem limite!!!!



* espero não ofender os mais acérrimos defensores da língua de Camões com esta palavra inventada. Posso sempre alegar, em minha defesa, o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Música pela manhã

Ao que parece os Kings of Convenience também vão estar em terras Lusas no Verão. Comprei este álbum um pouco às cegas, até hoje não me arrenpendi. Esta música conta com a participação da grande Feist.



                             Kings of Convenience - Know How

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Cara


                                     The Organ - Memorize the City

Daqui a duas semanas serei mais uma perdida na capital, já para não falar de tesa (note-se que isto é em relação ao dinheiro suas mentes pecaminosas hehe).

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Cara ou Coroa?

3 vezes atirei a moeda ao ar....... das 3 vezes saiu cara!!!
Obrigada amigo Ervilha pelo conselho, a decisão já está tomada e a partir desse momento senti-me mais leve!!

Porque hoje.....

.... os sentimentos estão em turbilhão!



                                  Feist - I Feel it All


E sinto-me incapaz de tomar uma decisão! Que agonia!!!

No one likes to take a test
Sometimes you know more is less
Put your weight against the door
Kick drum on the basement floor
Stranded in a fog of words
Loved him like a winter bird
On my head the water pours
Gulf stream through the open door
Fly away
Fly away to what you want to make

I feel it all, I feel it all
I feel it all I feel it all
The wings are wide, the wings are wide
Wild card inside, wild card inside

terça-feira, 3 de junho de 2008

Post Censurado II

Porque é que há dias em que nos apetece mandar certas pessoas para a put@ que os pariu ( não querendo insultar as mãezinhas que não têm culpa nenhuma dos filhos que têm, ou será que têm?Isso agora não vem ao caso).
Se uma pessoa toma iniciativa é porque toma,  se não toma é porque não toma!! Começo a desconfiar que também o meu chefe é bipolar. 

O Centro de Saúde telefonou-me hoje ao fim da tarde, estão dispostos a esperar 3 semanas por mim ( bem agora já vai em duas e meia, amanhã já é quarta feira). Agora estou aqui num vai, não vai, aceita, não aceita, a minha cabeça parece um jogo de ténis em que não há maneira de alguém fazer match point.
Estive prestes a dizer que sim ( já ultrapassei o stress de arranjar casa em Lisboa, acho mais fácil acertar nos números do Euromilhões do que arranjar algo de jeito a um preço razoável na nossa capital, parece transcendental preocupar-me com isso) mas a Senhora só me pediu para ter em conta se realmente iria cumprir o ano de contrato. 
Ela sabe perfeitamente que o salário não é dos melhores e que seria natural eu querer procurar algo melhor, mas se não cumprir o contrato até ao fim, eles não poderão pedir outra pessoa até findar o prazo do meu, ou seja  se eu arranjasse algo melhor no segundo mês, eles só poderiam arranjar alguém passado 10 meses, e não me parece muito justo colocá-los nessa situação.
Se isto já estava meio decidido, esta variável veio complicar um pouco mais esta decisão, em si, difícil.
Estou charingada, que é como quem diz estou fodid@, ter de tomar uma decisão até amanhã de manhã!!!!!



                                  The Kills - Fuck The People

E se decidir aceitar, tenho de  encarar o meu chefe que já está a stressar com a saída de um colega meu. Essa foi outra coisa que me ficou meio engasgada, eu vim para cá como Técnica de Recursos Humanos e acabei secretária, quando o moço avisou que ia sair, há 2 meses, o meu chefe simplesmente me comunicou a saída e nem sequer perguntou se estaria interessada  na vaga disponível para os RH. Decidiu abrir um processo de recrutamento e passado 2 meses ainda não entrevistou ninguém, e de referir que o último dia do meu colega é 11 de Junho!!! Já sabem quem vai ficar com alguma parte do trabalho não sabem? Querem advinhar?
É aqui a Recepcionista do turno da manhã, este é o meu novo título de trabalho esta semana!!!Porra qualquer dia acho que o único trabalho que não fiz foi o de chefe, para a semana ainda falta um Engenheiro e lá vou eu para as obras!!!! Pena que este acumular de experiências ( como quem diz tapa buracos) não se traduza numa progressão exponencial no meu salário!!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Será que veio para ficar?


                             T.v. on the radio - Staring at the sun

domingo, 1 de junho de 2008

Num ápice...

Ontem fui ao meu primeiro convívio, pescaria & churrasco, com o Pessoal da Manutenção. Sendo Sábado o meu dia de descanso, não me apetecia nada estar na Marina às 6 da manhã e também tinha um ligeiro medo de enjoar de barco, decidi só ir ter com a equipa de praia.
A minha primeira peripécia foi tentar descobrir a Praia das Furnas, andei com o meu carrinho, acabado de sair da Oficina, por caminhos dignos de um jipe com tracção às 4 rodas, estive quase para desistir, mas mantive-me firme e hirta e lá descobri mais uma praia paradisíaca neste cantinho do Algarve.
Uma colega ao tentar descer do barquito que a trouxe a terra acabou por sofrer um acidente, uma onda traiçoeira impulsionou o bote para cima dela. Aquele som não engana ninguém, vi logo que algo tinha partido.
As pessoas começaram logo, à boa maneira do ser humano, a sufocar a moça,tentei mantê-la calma e alguém chamou o 112.
Resumindo a história, a rapariga foi para o hospital, as pessoas ficaram de volta do churrasco e da bica da cerveja, na falta de voluntários, ofereci-me mais tarde para ir ao hospital com a I., alguém tinha de ajudar com a logística do filho, ela não tem cá família, carro na marina, levar roupa e outro material ao hospital
A despreocupação de pessoas que já trabalham, e a conhecem, há mais tempo que eu fez-me muita impressão.
O mais incrível é que minutos antes o Sr. F, um homem do Norte, estava a desabafar comigo ( costumo ter este efeito sobre as pessoas, sentem-se à vontade comigo para contar todos os seus problemas e aflições) que não gostava de morar cá em baixo e que só não tinha voltado para cima por causa dos filhos, fazia-lhe muita impressão o facto de as pessoas aqui serem muito frias, distantes e nada unidas. Sei perfeitamente que não se pode generalizar, existem sempre excepções à regra e acredito que este tipo de comportamento é, em grande parte, justificado por questões culturais. Comunidades piscatórias que sempre viveram isoladas, vêem-se agora invadidas por turistas, nacionais e estrangeiros, é natural que desconfiem.
Mas testemunhei, naquela praia lindíssima, a concretização das palavras que tinham sido proferidas minutos antes.
Ou sou muito sensível ou existem pessoas que não têm a mínima noção do que é um sentimento. Ou sou muito impressionável ou algo está seriamente errado com esta situação.
E não consigo deixar de pensar como seria se fosse eu a partir a perna?
Por vezes são só precisos 5 minutos para a vida nos surpreender, virando tudo do avesso, mas também nos ajudam a compreender que nada somos sem os nossos amigos e a nossa família, voltando eu a pensar, mais uma vez, que aconteceria se fosse eu?