sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Serviço Público!!

Agora percebo a finalidade da programação matinal dos 4 canais portugueses!! Com a bosta (para não dizer merda) que dá somos, forçosamente, impelidos a arrumar a casa!!!
Leva-me a pensar que tudo isto é uma conspiração para nos tornar melhores donas, e ou donos, de casa!!!

Ora aqui está um bom slogan : "Televisão Portuguesa, anos a tornar as casas mais limpas e a zelar pela higiene do Povo".

O turno da tarde proporciona-me mais umas horitas de sono e, pelos vistos, deixa-me a casa num brinco, tira-me é o prazer de estar "refastelada" no sofá!!!
É escusado dizer que não tenho T.V. cabo e o D.v.d. está avariado!!!! O que me ajuda a manter a sanidade mental é a companhia da Radar enquanto executo as minhas tarefas domésticas....



Gutter Twins* - Idle Hands



* No dia 8 de Setembro a banda irá dar um concerto no Santiago Alquimista!!!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Cover


Ceremony - Radiohead

A música Ceremony será talvez a mais importante na carreira dos New Order. Seria a que determinaria se eles poderiam "vingar" após a tragédia de perder um dos membros mais influentes da banda.
Existem duas gravações da versão original, uma encontra-se no álbum Still, gravada no último concerto dos Joy Division a 2 de Maio de 1980, 16 dias antes da morte de Ian Curtis.
Os New order lançariam-na como o primeiro single da banda a 6 de Março de 1981.

E por vezes encontramos versões novas que merecem ser partilhadas, esta está excelente, não fosse ela gravada por outra das minhas bandas favoritas!!!!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Weekend revisited!!

A Sexta-feira começou com um jantar muito bom no Bairro Alto com a K. e a S., Põe-te na bicha era o nome do restaurante, não me peçam indicações porque não faço a mínima ideia onde fica e julgo não conseguir encontrar o caminho de novo!!
A K. acabou recentemente com o namorado, a S. é a nova namorada de um amigo dela, isto é um à parte para vos colocar a par do contexto da história, por isso a conversa rodou à volta das relações de ambas, e eu a tentar não abrir a boca porque tinha acordado todos dias da semana às 6.30 da manhã!!
A noite não estava muito agradável, e com isto quero dizer fria, acabámos por ir a casa da S. buscar o meu carro, que lamentavelmente tinha sido vandalizado, arrancaram o pára-brisas de trás e tentaram partir o espelho do lado direito, oh joy!! Que bom começo de fim-de-semana, meus cabrões, filhos de uma grandessíssima $#%#& ( lamento o insulto às mãezinhas dos terroristas, que não têm culpa no cartório), se brincassem com a vossa pilinha faziam melhor figura,mas isto é somente a minha opinião!!!
Sábado estava eu a dormir descansada quando o telemóvel começa a tocar incessantemente na sala, balbuciei umas asneiras enquanto corri para o atender, a pensar que algo mau se tinha passado. Era a S. a chorar ao telefone a pedir para falar com a K., porque o bendito do namorado não tinha ido dormir a casa e ela estava preocupada, supostamente teriam de estar essa tarde em casa dos Pais dela e seria também o momento de apresentar o boyfriend aos amigos.
Achei incrível  que no meio de comentários como " estou preocupada, pode lhe ter acontecido algo", havia outros como " onde será que ele passou a noite, ele não abre a porta de casa dele e não atende os telemóveis". 
Estamos a falar de uma rapariga bem sucedida que fez questão de salientar na vespéra que era independente, e começou logo por dizer que iria telefonar a cancelar os planos, desligar o telefone, no caso de ele a querer contactar e essas coisas todas que se dizem mas, pelos vistos, acabam por não se realizar.

Moral da primeira parte da história : começo a notar que as pessoas que fazem o esforço para mostrar que são independentes e não dependem do sexo oposto para serem felizes, são as que mais desesperam quando confrontadas com estas situações. Entre marido e mulher não se mete a colher, mas claro que tinha de dar a minha dose de psicologia de algibeira e salientei " Não canceles os planos, quando souberes que está tudo bem fazes-te à estrada e vais sozinha", posso desde já adiantar que tal não aconteceu, mas  também sei que falar é fácil. Não faço juízos de valor sobre os comportamentos das pessoas, cada um age de acordo com a sua consciência, "Walk a mile in another man's shoes before you pass judgment".
Este texto todo somente para dizer que não dormi muito no Sábado, imaginam a minha disposição, não?! De tarde acabei por ir a Troia, desde já informo que a temperatura da água do mar estava divinal.

E agora algo que não tem nada a ver com aquilo que escrevi:  cada vez fico mais atónita quando oiço os Pais falarem com os filhos na terceira pessoa, não sei se será um sinal de presunção ou de burrice, não me parece que "Oh Carolina coloque lá as havaianas para irmos embora" ( isto testemunhado pelos meus ouvidos que a terra há-de comer), seja tão eficaz como "Calça lá os chinelos e vamos embora", mas isto sou eu a divagar!!

PS: Afinal os meus professores de matemática tinham razão quando afirmavam que ela era importante e estava presente em todas as áreas da nossa vida, começo a notar que a minha paciência diminui exponencialmente com o aumento da idade!!!

Ode à segunda-feira!


                              I don't like Mondays - Tori Amos

Talvez seja esta a música mais colocada em posts às segundas-feiras, eu coloco a versão da Tori Amos, já era altura de fazer uma homenagem a esta grande Senhora, a minha preferida, não desfazendo a original dos Boomtown Rats. 
Se a semana começasse à terça, seria este o dia mais odiado, às tantas deveria pensar que os começos são sempre indício de algo novo, mas já tenho saudades da minha caminha!!!

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Feira das Vaidades


My blog is worth $7,339.02.
How much is your blog worth?


Inspirada pelo meu amigo Calvin, e na falta de algo interessante para escrever, decidi fazer o famoso teste para saber quanto vale o meu blogue.
Como calcularam o valor? Será que foi de acordo com o montante de letras existentes aqui??

PS: Será que consigo aumentar o preço?? Alguém oferece mais? Dava jeito um dinheirinho extra!!!!

PS2: tenho algures, perdido no meu computador, uns prémios para distribuir, irei fazê-lo, mais cedo ou mais tarde!!!

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Divagação...

O motivo que me levou a transformar os meus pensamentos em palavras virtuais fez um ano. Sei tanto ou menos do que sabia na altura. Continuo a surpreender-me com certos comportamentos, o que as leva algumas pessoas a reagir de determinada maneira, mas surpreendo-me ainda mais por tentar compreendê-los....eu não tenho mesmo juízo!! 
Existem coisas que não foram feitas para se perceberem e eu deveria resignar-me.... mas sou casmurra que nem uma porta!!!!
Temo ainda mais que se a ferida sarar acabe também a minha vontade de colocar aqui umas letrinhas.




A principio é simples, anda-se sozinho
passa-se nas ruas bem devagarinho
está-se bem no silêncio e no borborinho
bebe-se as certezas num copo de vinho
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo
dá-se a volta ao medo, dá-se a volta ao mundo
diz-se do passado, que está moribundo
bebe-se o alento num copo sem fundo
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E é então que amigos nos oferecem leito
entra-se cansado e sai-se refeito
luta-se por tudo o que se leva a peito
bebe-se, come-se e alguém nos diz: bom proveito
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Depois vêm cansaços e o corpo fraqueja
olha-se para dentro e já pouco sobeja
pede-se o descanso, por curto que seja
apagam-se dúvidas num mar de cerveja
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar, sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E entretanto o tempo fez cinza da brasa
e outra maré cheia virá da maré vazia
nasce um novo dia e no braço outra asa
brinda-se aos amores com o vinho da casa
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.

                                                                             Sérgio Godinho - O primeiro dia

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Maria vai com as outras.....

Vou rumar ao Sul como o resto dos "bimbos" de Portugal, eu incluída, e aproveitar este fim de semana comprido.
Vamos lá ver se consigo passar de transparente a branca com uns banhinhos de sol.
Até já, tomem conta do estaminé, isto se alguém passar por aqui, a "blogosfera" anda um pouco abandonada....

Deixo-vos uma música com sabor a Verão, eu vi um pouco do concerto da banda no Alive e gostei!! Toca a abanar o capacete!!



                              Hercules & Love Affair - Blind

domingo, 10 de agosto de 2008

Crónicas do Livro Amarelo...

Estava aqui a Maria no balcão de atendimento do centro de saúde quando uma bela senhora se vira para mim e pergunta com aquele ar condescendente:
 - "Oiça lá (ênfase no lá) estão a chamar pela senha?", ao qual eu respondi que sim e qual era o seu número. A resposta meia seca foi "é o 21 e já vão no 24". 
Lembrei-me que tinha ido acertar o dispensador de senhas (não faço a mínima ideia de como aquilo se chama) e tinha reparado que o nº em questão estava em cima de uma cadeira e fui verificar. Respondi à dita senhora_fina_salta_fila:
- " Sabe tem de tirar a senha aqui (apontando para a máquina) e não de cima da cadeira."

E foi então que aquilo se transformou numa feira digna de Carcavelos:
- " bla bla bla você é prepotente, não tem formação (eu a pensar com os meus botões que a tal pós graduação não me serviu de nada e que a senhora tinha razão), é arrogante e ainda por cima mal educada" e tudo isto num tom de voz capaz de acordar os mortos num cemitério!! 
As coisas pioraram quando um Senhor disse repetidamente, referindo-se a mim, " A menina não ter culpa" (esta é a minha tentativa lamentável de escrever português com um "sotaque" ucraniano).
Continuou com uma frase que rapidamente se está a tornar muito famosa:
-" Eu vou é pedir o livro amarelo que o serviço aqui é lamentável" e mais bla bla bla, a voz só me lembrou o lamentável incidente do "dá-me o telemóvel".
Eu querendo apaziguar as coisas lá disse que a atendia ao qual me respondeu " Eu, consigo não quero mais nada" e continuei a trabalhar. Depois de ter atendido duas pessoas vira-se e diz " Oiçá lá isto vai ser assim é?? Não me vai atender????", fiquei tão pasma e só me saiu da boca a frase " Mas não queria ser atendida pela minha colega?", mas o que é que eu fui dizer. Começou outra vez o bla bla bla da minha ineficiência, mal educação e outra frase que eu também adoro:
" Oiça lá você sabe quem eu sou?? SABE??? Eu tenho poderes para mandar fechar isto, eu tenho conhecimentos" ( uhmm será que a senhora é da ASAE pensei para com os meus botões) e mais bla bla bla " Sim porque vocês esquecem-se que quem está deste lado pode ser importante ( ou algo do género, quando começam com o quero, posso e mando, costumo baixar o volume nos meus ouvidos).
Quando a sala ficou vazia a pessoa em questão veio ter comigo, falou muito calmamente e de forma simpática (uhmm será que houve aqui algum padre que fez um exorcismo) e moral da história tinha feito um exame na privada há uns dias, agora queria que eu lhe resolvesse o problema da credencial para não ter que pagar e isto tudo para ontem. Consegui pedinchar uma consulta para o dia seguinte, mas a médica disse para a senhora estar lá às 9:00 em ponto.
No dia seguinte entrei de tarde e a minha colega que assistiu à cena na vespéra disse:
-" Olha esteve cá a tua amiga, primeiro chegou às 11:00 e depois entregou-me a senha com o número virado para baixo, quando vou começar a atendê-la chega uma utente idosa e diz " A senhora deve estar enganada porque esse nº sou eu que o tenho" , desta vez a tal senhora*_fina_salta_fila_berra_para_caraças não tossiu nem mugiu,conseguiu a tal credencial e eu passei uma grande vergonha.

É por estas e por outras que acho que se deve criar o Livro do Utente para que nós, que atendemos o público, também nos possamos queixar das pessoas que são mal educadas connosco, se elas o podem fazer porque não nós???
Aprendi desde cedo que o cliente, infelizmente, não tem sempre razão e, por mais incrível que pareça, os sapos que engolimos não se transformam em príncipes encantados!!!
Fiquei a saber, também, que o famoso Livro Amarelo não serve somente para registar queixas, mas também louvoures e sim houve uma pessoa que fez questão em escrever uma salientando que o nosso centro de saúde tinha um excelente atendimento e era um serviço muito eficiente.

Agora peço desculpa pelo tamanho do post e da escrita confusa, é o que dá tentar resumir um acontecimento que durou 20 minutos e fazê-lo de maneira a que percebam o "banzé" que aquilo foi!

Numa nota mais pessoal, comprei um berbequim, uma caixa de ferramentas, buchas e pregos ,ando a dar uma de bricolage a ver se a minha casinha se transforma num lar. Já montei umas prateleiras e uns móveis, tudo comprado, está claro, na Ikea e sem entrega, porque fica mais baratinho e eu nem ando à rasca das costas, nem nada que se pareça.
O trabalho, até agora, está mais que razoável, chegando à conclusão que não é para isso que os Homens servem, como dizem algumas pessoas ( Mulheres, obviamente) que conheço!!

* escrevi Senhora, neste caso, com s de propósito, porque para mim aquilo de Senhora não tinha nada e sempre ficava melhor que chamá-la de outro nome bem pior!!!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Posto de Escuta


Ando para escrever este post há algum tempo, mas lamento não ser uma boa crítica musical.
Em tempos disseram-me que falava e escrevia sobre música com paixão e carinho, ingredientes que me impossibilitam, a meu ver, de ser objectiva e técnica quando abordo o assunto.


The Last Shadow Puppets é um projecto paralelo de Alex Turner, dos Arctic Monkeys, e de Miles Kane, dos Rascals e Little Flames.
Juntaram-se em 2007 e lançaram, este ano, o álbum de estreia: The Age of the Understatement.
A sonoridade do disco não é original, são óbvias as influências de bandas como The Animals, The Kinks, e outras mais dos anos 60. Se não estivesse estampada a data eu iria jurar que estava a ouvir algo do passado.
Na Música, tal como na moda, as tendências acabam sempre por voltar para dar um ar da sua graça.
Dito isto, gostei imenso de o ouvir, é o ideal para estes dias de Verão, já me imaginava na praia, à beira-mar, com os "pirolitos" enfiados nos ouvidos, mas, infelizmente, este ano não há férias para ninguém, pelo menos para já !!

Um pouco de "brit pop" nunca fez mal a ninguém, vamos a ouvir e dizer de vossa justiça!!


                            The Age of the Understatement


                                      Standing Next to Me


“Where love rules, there is no will to power; and where power predominates, there love is lacking. The one is the shadow of the other.” Jung

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Rapinha matinal


                    Cold War Kids - Hang me up to Dry

domingo, 3 de agosto de 2008

Recordar!

O Trindade, sendo um moço muito talentoso, conseguiu,
hoje, colocar um sorriso na minha cara :D!
E antes que as vossas mentes pecaminosas comecem a magicar o que aconteceu, eu deixo-vos a prova, é só espreitar.
Como nunca é demais recordar, o que para mim é um dos melhores álbuns dos últimos anos, fica aqui mais uma música do Grab that Gun, das Organ.



MusicPlaylistRingtones




If I pay you five dollars will you try to make my bed?

If I pay you ten will you make me well instead? 

I love your baby baby harmonies

You really brighten up my basement suite


We should go down to the mall

Look at people , judge them all

Judge them before they judge us and leave there feeling bad


We should sit and pick our hands

I think you're a genius

And when we make your hangnails bleed

You deserve a phd


We should put that record on

The one you found when you were gone

The one that has those sad, sad songs

And makes you sing out loud


We could start a basement band

Guitar hooks caught in your hands

Will travel through the west side nights

And drown out humming street lights
Basement Band Song

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Já...

...batia com a cabeça numa parede por não poder ir a Paredes de Coura.*



                         The Mars Volta - Televators **


E por falar em coisas que nos põem doidos, andava eu no Sitemeter, na falta de algo melhor para fazer, a tentar perceber como aquilo funciona e qual não foi o meu espanto quanto na parte dos Referrals encontro uma pesquisa feita no Goggle com a seguinte frase " mensagens para a minha pisicologa". O primeiro resultado que apareceu foi este post, e não se preocupem que estão a ler bem, foi pisi que escreveram, ainda pensei que tinha sido mais uma calinada minha, mas não!!!
Se a pessoa em questão já andanda perdida não foi neste blogue que encontrou algum discernimento, nem o uso correcto da língua Portuguesa.

* Com a quantidade de P's escritos nesta frase bati algum "recorde", só pode!? Será que tenho direito a algum prémio? Aviso desde já que entre a chave e o microondas, escolho a primeira (para quem não se lembra da grande Amiga Olga este comentário não teve piadinha nenhuma!!!!)

** Do álbum De-Loused in the Comatorium, que ouvi até à exaustão há uns anos atrás, obrigada ao meu Maninho por me ter dado a conhecer esta Pérola.
Qual não foi o meu espanto quando li que, por falta de baixista, o Flea dos Red Hot Chilly Peppers, banda  que nunca me disse grande coisa, tinha tocado em 9 das 10 músicas do álbum.