segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Tell me why I don't like Mondays!



O que eu gosto muito, mas mesmo muito, é planear ir ao cinema, verificar umas 20 vezes num motor de busca português, supostamente muito fiável, horas e salas, sair a correr do trabalho, chegar à bilheteira em cima da hora e o moço com um ar de enjoado dizer : " Ah, esse filme não está aqui em exibição". 

" Mas,mas, mas eu não sou tontinha, eu sei o que li", pensei eu com os meus botões, e resignada fui tentar comprar um par de sapatos, para o qual ando a poupar há algum tempo. 
" Ah, não tenho a cor que quer!", " Pois, esses já não estão em saldo!" 

!"#$%&/()!"#$, a triplicar e vim para casa desejosa de tomar um bom banho. Se me falhasse a água acho que me dava uma coisa má. 







Ah, mas o Somewhere, lamento informar não está em exibição no Colombo!

Devaneios matinais


Dou por mim a pensar que leviana de boca é uma expressão melhor que tagarela, mas sujeita a mais interpretações. 

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Uma música por dia

A música deste duo Norueguês recorda-me dias de sol, tal como o de hoje!






The music's too loud and the noise from the crowd 

Increases the chance of misinterpretation 
So let your hips do the talking 
I'll make you laugh by acting like the guy who sings 
And you'll make me smile by really getting into the swing 
É por umas e por outras que acredito existirem, na vida, situações pré-destinadas a acontecer. Não estou a afirmar que tudo está traçado desde nascença, nada disso, nem que não possamos mudar o rumo das nossas vidas.
Mas que a vida, em certas alturas, é sarcasticamente engraçada, lá isso é!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Uma música por dia







I need a crowd of people
But I can't face them day to day
I need a crowd of people
But I can't face them day to day

Though my problems are meaningless, that don't make them go away

I need a crowd of people
But I can't face them day to day
Hoje abracei um antigo passatempo, passear sozinha. Era algo que fazia constantemente em Coimbra, mas fui perdendo a prática, como dizia à pouco ao telefone, "Parece que nos sentimos mais sozinhos, no meio das multidões, o que é um contra-senso". Mas contrariei-me, em parte porque tinha de ir ao Chiado levantar uma encomenda, ganhei coragem e enfiei-me numa sala de cinema, um pouco estúpido se tivermos em conta o bom tempo.

Como tudo na vida, é uma questão de hábito.




Me & Me

Será?


Daqui a pouco saberei a resposta!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Devaneios nocturnos

Há dias, num jantar, discutíamos a vantagens e desvantagens da solteirice (escusam de procurar no dicionário, porque é uma palavra inventada por mim).
Eu mencionei, orgulhosamente, que a maioria dos móveis cá de casa tinham sido transportados por mim e que também os tinha montado, mas esta era a parte mais prazerosa de tudo isto. Referi também que, devido aos meus problemas com o ombro, já era tarefa difícil descarregar o carro quando tinha de ir às compras ou quando regressava da aldeia dos meus Pais.
Ela pôs-me à vontade para pedir "emprestado"  o Marido, sempre que fosse preciso.

A minha cabeça, a mil, começou logo a raciocinar. Tendo em conta a situação económica do País, a fragilidade dos vínculos contratuais, a lei da Oferta e da Procura e, mais importante, a escassez dos "recursos naturais", disse logo, " Olha que boa ideia, Marido de Aluguer! Temos de pensar, seriamente, em colocar os maridos a render, pode ser que ainda se façam uns trocos.". E, antes que a parte masculina do casal colocasse um sorriso matreiro na cara rematei, " Olha que isto não seria como os anúncios do Correio da Manhã, é tudo bem-intencionado".


É o que dá quebrar a rotina das noites de quintas-feiras, o meu cérebro atrofia e publica estas bestialidades!

 I've got the Suave withdrawal blues, é exemplo da minha veia algo dramática! Ou senão estou a pensar nos pistachios que não vou comer, nunca se sabe!

Uma música por dia






A vida tem de ter um pouco de açúcar e abençoados são os que estão cheios de "cáries"!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Movie night


Este filme de Woody Allen é uma espécie de continuação do Match point, explorando o lado negro do Ser Humano, a decepção e mentira.
A busca constante por algo melhor, desvalorizando o que temos. O facto de olharmos em frente, quando bastava olhar para os lados.
No meio das nossas inseguranças, receios, inconstâncias, todos gostaríamos de conhecer a tal personagem estranha e misteriosa.







" Given all life's uncertainty and pain how do we get through it? Well, as Sally told Roy " Sometimes the illusions work better than the medicine""

Mas este é o grande problema, ou melhor a grande dúvida. As ilusões que criamos são benéficas, a longo prazo?

Rapidinha Matinal



Que é como quem diz...... I'm still Alive!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Este fim-de-semana foi bom e acabo de ouvir esta música na rádio.






Há que apreciar as pequenas coisas da vida. Uma ida ao cinema; um jantar de aniversário; um encontro ocasional, no meio desta grande cidade, com uma pessoa que tínhamos conhecido na véspera; um almoço/lanche, meio improvisado, cá em casa, etc. 
Sei que refilo muito, mas tenho consciência que, em certos aspectos, sou abençoada e é pena que eu nem sempre consiga ver as coisas neste prisma. 
Alguém contava, recentemente, que se recordava do preciso momento em que sentiu o peso levantar-se dos seus ombros, e, de repente, soube que tudo se iria resolver. Eu gosto de ouvir estas histórias, enchem-me sempre de esperança e, apesar de conhecer esta pessoa há pouco tempo, fiquei feliz por ele. Na minha opinião a felicidade é contagiante, deve ser por isso que passei quase todo o fim-de-semana com um sorriso estampado na cara. Não sei quanto tempo vai durar, mas vou aproveitar enquanto posso.



Trouble in mind, I'm blue
But I won't be blue always
'Cause that sun is gonna shine in my back door someday

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Devaneios de um Sábado




- O meu coração partiu ao ver um álbum dos Radiohead encaixado entre o Kenny G e o Michael Bubblé,


- As mulheres que trabalham na Senza para a próxima fogem a 7 pés quando me virem entrar na loja. Fico impossível de aturar quando tento encontrar o soutien ideal, mas já como dizia o outro, se a matéria-prima não é boa, não se fazem milagres. Fiquei também a saber que a amiga da assistente da Loja fez um Bypass Gástrico. Porque é que eu sinto a necessidade de fazer conversa de circunstância com todas as pessoas? 

- Mais uma noite, mais uma saída, e ainda continuo de pé. Afinal sou mais resistente do que pensava. Estou a compensar pelos fins-de-semana que não faço nada.

Uma música por dia





I hope this life don't get you down
This dirty old time in this dirty old town
And if you're feeling instructive
There's something to do
Sometimes we get confused





















Preliminares de uma noite de Sexta-feira




Há muito que não ia ao cinema, e é algo que adoro. Quanto ao filme que vi hoje, ainda estou dividida.
Não pareceu um filme dos irmãos Cohen, mas a interpretação do Jeff Bridges é fenomenal e o princípio do filme é marcado por uns diálogos sarcásticos que me fizeram soltar umas boas gargalhadas.
Tenho a impressão que muito ficou no chão do Editing Room ( lamento,mas não sei qual a palavra portuguesa ). O tempo passou rápido, apesar das quase 2 horas de duração.
Pelas apresentações iniciais fiquei curiosa com o Somewhere, o novo da Sofia Coppola e o poster do Blue Valentine também despertou a minha atenção.

Agora vou-me deitar com o novo álbum dos Radiohead, cópia adquirida legalmente, após fazer a pré-reserva da edição especial.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Com esta me deito

É uma das minhas músicas favoritas...





Once I wanted to be the greatest
Two fists of solid rock
With brains that could explain
Any feeling

Uma música por dia




Não que eu goste particularmente de James, mas esta foi a banda sonora da noite, com direito a encore. É incrível como certas músicas, que ao princípio nos são totalmente indiferentes, conseguem ganhar um pequeno espaço no nosso coração, apenas porque nos recordam momentos agradáveis, e chego à conclusão que são estes que nos dão o animo necessário para enfrentar o dia seguinte, e por aí em diante.


E sim, eu tenho uma veia, um tanto ou quanto, dramática.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Há coisas que não conseguimos controlar

Não resisti à tentação, já fiz a pré-encomenda. 

Pareço uma criança à espera do Dia de Natal, que este ano se celebra a 19 de Feveiro!


Uma música por dia







You know I'm a little lost 
And when it hurts the most 
I'll push a little more 
I'm back where I started at 
You know I'm a little lost

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Uma música por dia








Esta música arrepia-me, emociona-me e tem a capacidade de me fazer perder o controlo. Traduz o que, para mim, é o AMOR, o tal sentimento irracional!





I don't believe in an interventionist God

But I know, darling, that you do
But if I did I would kneel down and ask Him
Not to intervene when it came to you
Not to touch a hair on your head
To leave you as you are
And if He felt He had to direct you
Then direct you into my arms

Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms

And I don't believe in the existence of angels
But looking at you I wonder if that's true
But if I did I would summon them together
And ask them to watch over you
To each burn a candle for you
To make bright and clear your path
And to walk, like Christ, in grace and love
And guide you into my arms

Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms

And I believe in Love
And I know that you do too
And I believe in some kind of path
That we can walk down, me and you
So keep your candlew burning
And make her journey bright and pure
That she will keep returning
Always and evermore

Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms, O Lord
Into my arms

É por isso que o Mundo não tomba

Esta é uma frase  que o meu Pai usa, desde que eu era pequena, sempre que eu discordo ou não gosto de algo. 

"É por isso que o mundo não tomba", e eu como sempre o admirei, sorria, acenava a cabeça e encaixava.

Levei uns anos a ganhar coragem para lhe perguntar o que ele queria dizer com aquilo e quando me explicou, tudo fez sentido.

É por isso que o Mundo não tomba, e também, por isso, que adoro a diferença de opiniões. É através do diálogo que aprendemos e, inevitavelmente, crescemos.



O google poupa-me o trabalho!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Uma música por dia





Dos Mogwai conhecia muito pouco. Este fim-de-semana decidi gravar o último álbum e foi, graças a ele, que sobrevivi à fila de trânsito que apanhei ao tentar regressar a Lisboa. Fiquei parada quase 3 horas, mas sempre que começava a desesperar aumentava o som. Para terminar o Cd ficou encravado no rádio, mas não faz mal, hoje foi o dia em que mais arco-íris vi.





Na minha opinião, não é só no amor que criamos expectativas, é em tudo na vida. Em vez de aproveitarmos a viagem, acabamos por pensar demasiado e no fim acabamos desiludidos, porque, na maioria das vezes, as coisas não correm como imaginávamos.


Por isso amanhã, quem tem uma cara metade aproveita, quem não tem, poupa dinheiro e algumas dores de cabeça. 

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Uma música por dia




As quintas-feiras estão a ser sinónimo de conversas agradáveis e Suaves, ficaram só a faltar os amendoins. Sabem que mais, "Eu gosto desta Música".

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Estado da Nação

Francisco Louçã anunciou hoje uma proposta de moção de censura ao governo de Sócrates. Para esta moção passar precisa do apoio do PSD. Passos Coelho comentou :



"Terei ocasião, em Lisboa, na altura própria, quando essa questão se materializar no Parlamento, teremos ocasião para lidar com ela. Aqui hoje não quero juntar nenhuma outra consideração sobre matéria que refere crise política em Portugal"



Se tivesse um balão em cima da cabeça, imagino que teria escrito " Estou f@did@!"

Rapidinha Matinal





Uma música logo pela manhã para começar bem o Dia.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Uma música por dia






Esta é para a minha Joaninha, que adora a música e o vídeo. Ela desconhece por completo da existência deste blogue, mas fica a intenção.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

On repeat





" I’ve been chasing ghosts and I don’t like it "
Há sempre alguém que escreve a frase perfeita e nós, meros ouvintes, encaixamo-la perfeitamente.

Uma música por dia




Cause I'm a Shadow Boxer

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Desejos

Gostaria de ter a capacidade, em certas situações, de agir sem pensar nas consequências dos meus actos.
Por vezes, torno um simples acto, como respirar, num acontecimento de proporções épicas e, antes que alguém o pense, isto não se deve à minha condição do membro do sexo feminino.

Isto de ter um "complicómetro" é lixado, mas com F.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Uma música por dia




“Sometimes being a friend means mastering the art of timing. There is a time for silence. A time to let go and allow people to hurl themselves into their own destiny. And a time to prepare to pick up the pieces when it's all over.”

Gloria Naylor

Preliminares de um Sábado à noite!


Ainda sinto os pés a latejar. Há músicas que nos fazem dançar como se fossem a última da noite.






Ontem foi um dia bom, a madrugada de hoje ainda melhor. 



You know the day destroys the night 
Night divides the day 
Tried to run 
Tried to hide 
Break on through to the other side 
Break on through to the other side 
Break on through to the other side, yeah 

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Devaneio de um fim de tarde




Por vezes, vou investigar as pesquisas que levaram as pessoas a chegarem ao blogue. Adorei a "blogger devaneios de mais uma maria". Sim, lamento informar que eu sou mais uma.

Mais uma Maria, e mais uma pessoa que tem um blogue! 

De repente recordei-me do primeiro parágrafo que escrevi aqui :

Daydreaming in the afternoon

Pôr-do-Sol Castelejo



Falávamos, há dias, sobre a luz que emana do Pôr-do-sol. Acredito que as teorias sejam verdadeiras, diria até que ela é regeneradora.

Uma música por dia







A Fiona Apple é uma Mulher linda. Aparenta ser delicada e frágil, mas a voz contraria tudo isto.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Gostava de agradecer à EDP a ideia da tarifa bi-horária. Graças a ela, e para pouparmos energia, ligamos os nossos electrodomésticos a partir das 23h.
O problema é a máquina da vizinha estar possuída pelo demo, pelo menos parece. Sempre que entrava no programa de torcer, tinha uma actuação dos Stomp no andar de cima.




Vi-os ao vivo, há uns anos atrás, no CCB mas mais do que a actuação, lembro-me da brutal dor de cabeça com que saí do espectáculo.