terça-feira, 27 de novembro de 2007

Socorroooooo

Sim já estou a precisar de civilização.......ai mãe onde vim parar?! A única coisa que me vale é ver o mar logo pela manhã e a caminho do trabalho!
E só tenho 4 canais na Televisão.... digam-me há quanto tempo não dá nada de jeito e a horas decentes nos nossos canais? Logo eu que tenho aversão a novelas, fico mesmo com comichão!!Estou lixada!
Tenho me deitado cedo na companhia do Paul Auster, ao menos isso...sempre ponho a leitura em dia.

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Uma aventura

É verdade, vou começar uma nova aventura!Arranjei um trabalhinho para os lados do Barlavento Algarvio!Tenho de ser honesta, apesar de ser o sítio ideal para passar férias,como já puderam ver nas belas fotos que partilhei neste espacinho,não sei se será o indicado para mim, nesta altura da minha vida. O meu estado de espírito podia ver melhores dias!
Neste momento precisava de movimento, luzes e pessoas em redor... mas infelizmente não me quiseram em Lisboa :P. Só de pensar em concertos, teatros e museus e já agora aqui que ninguém nos lê, na vida nocturna(muito gosto eu de dançar :)), a minha mente divaga.
Por isso lá vou eu de armas e bagagens para a terra que tanto me fez sorrir como chorar.......... mas mesmo sendo uma romântica incurável, começo a acreditar naquele velho ditado " os amores de verão enterram-se na areia".
Mas por falar em ditados........ "para trás mija a burra", uhmm isto é o que eu costumo berrar quando vejo jogos de futebol! Há que encarar a vida de frente e esperar que tudo acontece por uma razão !Será destino, logo vos direi.
Era tão bom que a vida fosse como os livros "Uma Aventura" onde apanhavam sempre o mauzinho e acabava tudo bem,com os moços a comer pastelinhos de belém no café da esquina.
Acabo este post com uma frase que me fascina e inspira sempre que a leio.É tudo uma questão de perspectiva!
“If we are always arriving and departing, it is also true that we are eternally anchored. One’s destination is never a place, but rather a new way of looking at things.”
Henry Miller

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Mobilidade

Tenho andando ausente do meu computador e por isso tenho vos poupado os meus devaneios. A razão é muito simples, na minha condição de desempregada ando a dar chinelo por este País fora à procura de Emprego, visto que na zona onde moro a oferta é muito escassa.... coisas do nosso Portugal ( ainda vejo por um canudo as promessas eleitorais no nosso Primeiro Ministro).
O que me intriga é a questão da geografia, pelos vistos para nos candidatar-mos a um trabalho temos de morar na zona de onde provêm a oferta.... uhmm pelos vistos os empregadores nunca ouviram falar em mobilidade!!
Então estas semanas estive no Algarve, que como é certo e sabido é uma zona que me agrada muito, o mar é sempre uma companhia.
Já não basta uma pessoa,para ganhar uns tostões, largar tudo o que nos é familiar e traz conforto, temos de ouvir o famoso bla bla bla......" mas a menina sabe que o emprego não é onde habita?"... ao que me apetece responder "Não sabia... ahh pensei que o Algarve fosse uma praia em Peniche, sabe é que eu sempre chumbei a geografia!!" . É incrível!
Então optei por usar moradas de amigas minhas que moram nos devidos sítios onde me candidato! Solução fácil? Não me parece... Ainda me bombardeiam de perguntas, a meu ver estúpidas e comentários desnecessários. Se uma pessoa enviou o maldito CV é porque quer trabalhar.Eu,pessoalmente, não gosto muito de desperdiçar dinheiro em selos e horas de net a enviar emails só para passar o tempo.
Acho que já é louvável qualquer pessoa ter de mudar por causa de um emprego, e agora ainda mais se tiveram de ouvir as mesmas besteiras que eu oiço.
Fica aqui uma nota às empresas........ tenham juízo! Dêem mérito a quem pensa se deslocar.Não é nada fácil a escolha, mas ela tem de ser feita se uma pessoa pensa em sobreviver.