terça-feira, 30 de setembro de 2008

Only Time Will Tell !!!

O que sentir quando, após ganharmos forças para enfrentarmos certos medos, os nossos receios sejam fundados?
Alegre por os ter confrontado ou triste por se terem concretizado?

domingo, 28 de setembro de 2008

In memorandum

Deixo-vos um excerto de um dos melhores filmes que vi até hoje. Os meus Pais viram-no na véspera do nascimento do meu irmão. A minha mãe costumava brincar e dizer que o salto de glória no final,dado por Paul Newman e Robert Redford, fez o meu irmão acordar para o Mundo.




"Think you used enough dynamite there Butch"



Li hoje que tinha falecido o Paul Newman, sempre o admirei, pelas suas excelentes interpretações e filantropia.
O actor mais bonito a aparecer numa tela de cinema,muito suspirei eu pelo Brick no Cat on a Hot Tin Roof, conseguiu que películas a preto e branco ganhassem vida e cor.
Num meio onde as tentações são uma constante e as pessoas mudam de marido/mulher como quem muda de cuecas, ele permaneceu, até à data, com o seu grande Amor, Joanne Woodward.

Agora só penso nos filmes que ficaram por fazer e nas corridas de automóveis que ficaram por correr. Obrigada por tudo Blue Eyes!

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

To be or not to Be...

Ainda continuo por estes lados, no meio de uma crise de falta de inspiração e pequenos dilemas "existenciais".


Tenho sempre medo de fechar uma porta com receio que, a seguir, não se abra uma janela.
Sou incapaz de cortar em certas situações, penso que as coisas poderão melhorar e tento ver sempre, não o que as pessoas são mas o que poderiam ser.


A maioria das pessoas diz que sou ingénua, e eles têm uma certa razão, mas certos vícios são difíceis de quebrar, principalmente quando os tivemos durante a nossa vida. Como contrariar algo que nos está enraizado?

Escrevi num dos meus primeiros posts :
sou muito comedida nas minhas acções e gestos. Penso sempre duas vezes antes de tomar certas atitudes.
Mas quando somos confrontados com o facto de a nossa vida ser precária e que o tempo que nos resta vem com prazo de validade, pensamos duas vezes.
A diferença reside nas pessoas que pensam e algo fazem, e as outras, como eu , que só pensam!!!!

Passado um ano continuo-me a esquecer que tenho de aproveitar mais a vida, mas vejo-me incapaz de soltar as amarras e o mais triste é que aquilo a que me agarro não é nada de especial, é somente algo conhecido!


The Strokes - You Only Live ONCE*





* Peço desculpa pelas legendas ranhosas mas foi o que se pode arranjar!!!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Há que satisfazer os meus desejos!!!

Hoje acordei com vontade de ouvir este música.
A versão original é dos Velvet Underground, mas esta dos Cowboy Junkies, que aparece na Banda Sonora de um dos meus filmes preferidos "Natural Born Killers, e foi, em parte, responsável pelo sucesso inicial da banda, sempre mexeu mais comigo.



Cowboy Junkies - Sweet Jane

Anyone who's ever had a heart

Wouldn't turn around and break it

And anyone who's ever played a part

Wouldn't turn around and hate it

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

I'm Not There...


Alucinante é a palavra que me vem à cabeça para descrever o filme "I'm not there" do Todd Haynes, inspirado na vida e nas músicas do Bob Dylan.
Fiquei fã, desde que o ouvi pela primeira vez, aos meus 13 anos, despertou logo a minha curiosidade para a música dos anos 60.
Aprecio a honestidade e simplicidade das letras e das melodias.
Em determinada altura do filme a personagem diz " Never create anything it wil be misinterpreted", acho que isso aconteceu um pouco com o Dylan.
Por vezes as pessoas procuram significados onde eles não existem, às vezes branco é simplesmente branco e não um sinal de pureza.
Um momento hilariante, pelo menos para mim, foi quando a personagem interpretada pela Cate Blanchett, na minha opinião a melhor interpretação dos alter egos do Dylan, diz : " This is Brian Jones from that covers band".
Outras frases que me ficaram do filme foram:

- " Love and Sex are two things that really hang people up, why that is, I never trully understand"

- " Music is the truly valid death you can feel today.... and like everything in great demand people try to own it.. it is a purity thing, I think its meaningless is holy".

O filme faz alusão ao facto de o Dylan se ter tornado um born again Christian, com o actor Christian Bale, outro alter ego, a converter-se num padre evangélico, na altura, quando soube da notícia, fiquei um pouco estupefacta e pensei cá para mim "o quê??? Este também descobriu a religião, já não bastava a Jane Fonda?!?!", e ao acidente de mota que seria o ponto de viragem na vida deste cantor.

Acaba com um pequeno excerto do grande Senhor a tocar a sua harmónica e os créditos finais têm como música de fundo um dos seus mais famosos temas, Like a Rolling Stone.

Já conhecia a banda sonora, ela reúne alguns dos grandes artistas da minha geração, e conseguem, com estas novas versões, trazer uma lufada de ar fresco às intemporais músicas de Dylan, honrando-as com o devido respeito.




MusicPlaylistRingtones

sábado, 13 de setembro de 2008

Hoje...

...vou andar perdida por aqui:







Estou para ver se vai ser alguma coisa de jeito!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Post lamechas!!!

E não é que deixei passar a data do aniversário deste blogue em branco!!!

Sinceramente não pensei que passado um ano ainda estaria aqui a debitar as minhas bestialidades, mas a verdade é que os meus devaneios continuam.

Não vou fazer nenhuma retrospectiva, nem falar sobre os motivos que me "inspiraram" e deram azo a que abrisse o meu cantinho, vou-me debruçar ( atenção que estou a falar metaforicamente) sobre as pessoas que ainda me continuam a visitar.

No outro dia em conversa com o meu amigo Calvin falávamos sobre número de visitas. Ele abriu o tasco há uns meses, acho que posso tomar a liberdade de dizer que muito insisti para ele o fazer, o moço até tem jeito para a coisa,e já tem um número considerável de leitores assíduos, admito que parte de mim ficou um pouco invejosa de não ter um pénis, para além de urinar em pé traz outros benefícios.

Passado 5 minutos o sentimento desvaneceu, tenho poucos mas muito bons leitores, e é graças a eles, em parte, que ainda continuo a escrever.


A Artemisa - a primeira pessoa que publicou um comentário neste espaço e levou a que sentisse o júbilo de alguém ler as minhas palavras.



Medusas - que dizer desta moça Nortenha que se perdeu por terras de Coimbra?!? A verdade é que ainda continua por aqui e mostra uma certa paciência para ler os meus disparates.



Calvin, Calvin, Calvin - a única pessoa que conheço pessoalmente, foi a pessoa a quem recorri para pedir a opinião de alguns textos que publiquei.



Os moços da Contracultura - Bruno Taborda e Ervilha, os quarentões mais desejáveis do planeta :P ( não deveria ter mencionado a idade, não é de bom tom ).



Trindade e Ivan - Acabo sempre por juntá-los, talvez por se conhecerem e eu ter descoberto os respectivos espaços na mesma altura.



Lux - a menina fashion que continua a dar um ar da sua graça :). Está a recuperar de uma cirurgia que também já fiz, bem-vinda a vida pós vesícula!!



Sadeek - o Moço foi Pai, recentemente, do segundo rebento, deve andar atolado em fraldas e biberões, os meus Parabéns, espero que esteja tudo a correr as mil maravilhas.



Rita Maria Josefina - sempre que escrevo o nome só me apetece cantar a "Maria Albertina" dos Humanos, não me perguntem porquê.



Ivo a.k.a. Mokas e Ivo - são as minhas mais recentes leituras, ainda não adiconei os espacinhos do lado direito, mas prometo fazê-lo.



Jacaré - a menina que partilha comigo a teoria da razão dos clientes que se traduz em quanto mais refilam menos razão tem ( isto da matemática explica tudo ).



Maria Inês - a menina que com o seu jeito para a bijutaria ainda me vai levar à falência :),



A todas as pessoas que comentaram, devo me ter esquecido de alguns porque a idade já não perdoa, obrigada por aqui passarem e largarem as vossas pérolas de sabedoria, por me lerem e darem alento para que continue a escrever, mesmo quando a inspiração não é muita.

A big birthay treat... e quem o diz é o Jools Holland



Radiohead - Bodysnatchers

PS: Estive quase, quase, quase para colocar aqui o I just called to say I love you do Stevie Wonder and then I came to my senses!!!

Adenda : a todos os que lêem e não comentam o meu muito obrigado

Adenda II: O meu amigo Calvin sugeriu que uma maneira de aumentar o número de visitas era escrever sobre o famoso tema SEXO, por isso vou me debruçar sobre o assunto e partilhar com vocês as seguintes linhas :

QUECA, queca, QuEcA,
QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA,QUECA, queca, QuEcA

Agora chega de prelimiares......

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Não consigo compreender..

...,por vezes, as mulheres, eu incluída, pois da última vez que vi ainda era uma.

Se temos a capacidade de suportar dores, como estas que estou a sentir agora, todos os meses, porque raio não conseguimos lidar com outras coisas, principalmente as que envolvam o sexo masculino??

Porque é que não temos a mesma força nesses momentos decisivos, em que ganharíamos mais se ficássemos caladinhas!!





Qotsa - No one knows


Ahhh já sei, não há Trifene que nos valha no que toca os Homens!!!!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Frases que marcam!

Nunca vos aconteceu ouvir certas frases e pensar" se estas linhas fossem escritas para mim eu apaixonaria-me por quem as escreveu?".
Sinto isto, constantemente, quando oiço uma música, vejo um filme ou leio um livro.
Há frases que marcam, com as quais nos identificamos e que,como por magia, nos fazem sonhar!!




But I am married to your charms and grace
I just go crazy like the good old days
You make me want to pick up a guitar
And celebrate the myriad ways that I love you

Can't you see what you've done to my heart,
and soul?
This is a wasteland now




Delirei quando vi os Interpol ao vivo, apesar de não ter sido dos melhores concertos a que assisti, achei-os um pouco inertes, verdade seja dita, mas quando cantaram o Slow Hands transportaram-me para aquele cantinho que é só meu e onde ninguém, até hoje, conseguiu entrar.

O Antics continua a ser o meu álbum de eleição.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

E foi desta...

... que perdi a cabeça, por um verniz!!! Quando pinto as unhas é com cores neutras, tal como o branco, rosa clarinho ou transparente, aquelas mais discretas, um pouco como eu, que me perco na multidão. Desta vez decidi arriscar e este foi o resultado :

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Há músicas que ficam na memória...

e esta é, sem sombra de dúvida, uma delas!!
Recordo-me das noites passadas na grande discoteca States, agora uma casa de Strip, em Coimbra. Foi o tema que me fez apaixonar pelos Pixies!






hey
been trying to meet you
hey
must be a devil between us
or whores in my head
whores at my door
whores in my bed
but hey
where
have you
been if you go i will surely die
we're chained

Mais crónicas da estrada...

Muito gosto eu de praguejar contra os atrasados mentais que andam nas nossas estradas! Não querendo desfazer o sexo feminino  ( as meninas que acham que não se encaixam neste perfil, por favor ignorem o texto), tenho reparado que elas não são muito adeptas do espelho, no que toca a condução.

Meninas o espelho do lado esquerdo (o que fica do lado do condutor) tem como um dos principais objectivos verificar o trânsito da faixa da esquerda e não é para estar direccionado para dentro, de maneira a controlar como as vossas lindas mamas ficam de perfil!!!

Segundo ponto, e talvez o mais importante..... não é por ligarem o pisca da esquerda que podem, automaticamente, enfiar-se na faixa de rodagem, aquilo não é a varinha mágica do David Copperfield, nem a do Luís de Matos, que faz desaparecer objectos como por magia, HÁ que observar, e com isto quero dizer, se lá estiver um lindo carrinho, tal como o meu, não podem entrar às 3 pancadas, ou melhor, poder até podem, mas arriscam-se a provocar um acidente!!!!!
Para a vaca do BMW que me fez isto constantemente no Domingo passado......... sou muito educada para te mandar para um sítio que eu cá sei e não quero estar a ofender a tua mãe, mas olha que umas aulinhas de condução, ou um relance no código da estrada, não te faziam nada mal, mas isto é somente a minha opinião, se é que ela conta para alguma coisa?!

E de repente fiquei mais leve. Tenho de admitir que ando muito refilona, o que me vale é o fim-de-semana comprido que vou ter, e antes que comecem a dizer "olha a sortuda", é uma folga atrasada de um Domingo de trabalho!!