quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

É de praxe....

..... desejar-vos umas excelentes entradas no novo Ano! Deitados, em pé, sentados, a encher a cara de passas, como se isto fosse ajudar na concretização dos vossos pedidos, mas acho muito bem que tenham esperança e que os façam.

Brevemente irei divagar, ou não, sobre, o que foram para os meus ouvidos, os melhores álbuns de 2008.
Beijinhos, divirtam-se e tenham muito juízo, ou não, acima de tudo façam o que vos apetecer.

PS: Peço desculpa se estou meio azeda, mas fui ontem informada pela minha colega de turno que vou ter de aguentar um Centro de Saúde sozinha, ela, por motivos de força maior ( "lixaram-na" nos turnos, é sempre a mesma sacrificada) não irá aparecer hoje.



Tapes n' Tapes - Hang them all

domingo, 28 de dezembro de 2008

No surprises....



A heart that's full up like a landfill,
a job that slowly kills you,
bruises that won't heal.
You look so tired-unhappy,
bring down the government,
they don't, they don't speak for us.
I'll take a quiet life,
a handshake of carbon monoxide,

with no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
Silence, silence.

Radiohead





Se há uma lição que a vida nos ensina é que deveremos ter muito cuidado com aquilo que desejamos, mas ultimamente ando sentir que gostaria de ser surpreendida.
Por vezes a vida que levamos, apesar de não ser má, acaba por cair na rotina. Todos os dias são iguais e sinto falta de algo novo, e não estou a falar em Ferrero Rocher, mas esses são sempre bem-vindos.
Sinto falta de conhecer pessoas, sítios novos, qualquer coisa. Que alguém, assim do nada, me oferecesse flores, acho que não é pedir muito!







I believe I can see the future
Cause I repeat the same routine
I think I used to have a purpose
But then again
That might have been a dream
I think I used to have a voice
Now I never make a sound
I just do what I've been told
I really don't want them to come around

Oh, no
NiN

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

It's that time of year......again



E como os anos 80 estão de volta, deixo-vos a banda sonora ideal para esta época festiva.



Desejo-vos um Excelente Natal, eu estarei a trabalhar até as 20H00, por isso deixem-se estar em casa sossegaditos e não visitem nenhum Centro de Saúde, se faz favor, que eu quero sair a horas !!!

Escape




Porque me refugio na música e esta é, sem dúvida, umas das mais bonitas que ouvi até hoje!

Standing at the punch table swallowing punch

can’t pay attention to the sound of anyone

a little more stupid, a little more scared

every minute more unprepared

I made a mistake in my life today

everything I love gets lost in drawers

I want to start over, I want to be winning

way out of sync from the beginning

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Crónicas do Lar - III

Esqueci-me de publicar o grande evento da semana passada, a chegada do meu sofázinho novo!!

Agora já posso escrever estes textos mui lindos e interessantes refasteladinha, sem magoar o meu belo traseiro.


As minhas anteriores compras para a casa foram quase todas transportadas e montadas ( isto sem segundas intenções) por mim, a minha condição de moça solteira assim o obriga.
Até já sou Dona de uma caixa de ferramentas e de um berbequim. Tirando o facto de algumas coisas não terem ficado de esquadria, sou obrigada a informar que fiz trabalho razoável.




Mas em relação ao meu sofá não quis ser muito aventureira, pedi para entregarem e montarem o dito cujo.


Qual não é o meu espanto quando as duas amélias não sabiam o que estavam a fazer*.


Eu que sou Mulher, e não sou de ficar caladita, lá ia dando a minha opinião " Uhmm segundo aqui as instruções não me parece que isso seja assim.... parece que está a encaixar isso ao contrário ... e mais uns bitaites".
Por pouco não lhes arranquei as ferramentas da mão para fazer eu o trabalho.





Só pensei nos 50 euros que desperdicei com a montagem e depois das minhas "orientações", acho que durante 15 minutos soube qual era a sensação de estar casada!!







* parece-me ser um pouco xenófobo na minha parte referir que estas duas flores eram brasileiras e que muito Oi?! se ouviu cá em casa.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Eu, Maria, me confesso....

Lamento, mas fui contagiada pela virose da músiquita de Verão/Inverno/Top10 ou o raio que o parta!!


Dou por mim a cantarolá-la nos supermercados, a conduzir e até no cabeleireiro e não, não é o grande êxito da Popota com o Tony Carreira, se fosse o caso dirigia-me imediatamente para o Júlio de Matos e pedia para ser internada!!




Eu, tresloucada da cabeça, confesso-me"trauteadora" desta música!*













Come on and open up your mind and see like me
(I won't hesitate)
Open up your plans and damn you're free
(No more, no more)
Look into your heart and you'll find that the sky is yours
(It cannot wait, I'm sure)

So please don't, there's no need
(There's no need to complicate)
There's no need to complicate
(Our time is short)
'Cause our time is short
(This is our fate)
This is, this is, this is our fate
I'm yours








Aproveito este pequeno momento para dizer que a minha "imaginação" para escrever aqui no meu cantinho está como a Economia do nosso País......pelas ruas da amargura, ao menos que o meu Paizinho fosse dono de um Banco, podia ser que a coisa se ajeitasse!!




* Peço desculpa a todos que se vêm apanhados nesta minha febre, pela figurinha que faço ao vosso lado e a vergonha que vos faço passar!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Recordar é viver

Porque hoje estou um pouco nostálgica, nada melhor que uma música do Passado. Incrível como esta consegue despertar as recordações e, consequentemente, as emoções.


Cake - Never There



sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Rapidinha Matinal para fazer esquecer a chuva!



Radiohead - Weird Fishes

Deixo-vos mais um tema do que foi, na minha opinião e de acordo com os meus gostos, claro está, o melhor álbum de 2007.


Turn me on to phantoms
I follow to the edge of the earth
And fall off
Everybody leaves
If they get the chance
And this is my chance

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Figurinhas ....

Eu de manhã vou a pé para o trabalho, um luxo nos dias que correm bem sei.

A primeira coisa que faço é enfiar os pirolitos do mp3 nos ouvidos, a segunda é acender um cigarro.

Qual não é o meu espanto quando o ipod cospe a música que vos deixo em baixo. A minha primeira reacção foi " Mas o que é que esta merda faz aqui?!?!", depois lá me acalmei, lembrei-me que tinha sido de uma emissão de "ir à cueca", dos meus tempos de estrela de rádio virtual!

Não sei se foi uma falta de lucidez, devido à hora matinal, ou se foi somente a minha disposição, mas a verdade é que dei por mim a dançar no meio da rua. Já não bastava a semelhança que tinha a um esquimó, aquilo era casacão, chapéu enfiado na cabeça e cachecol, só se via mesmo a pontinha do nariz!

Só me vinha à cabeça a série Ally Macbeal onde esta música costumava ter muito tempo de antena.

E lá fui eu toda lampeira Estrada de Benfica a fora a abanar o cú, os bracinhos e a pensar em coisas que deveriam estar esquecidas!!






My first, my last, my everything.
And the answer to all my dreams.
You're my sun, my moon, my guiding star.
My kind of wonderful, that's what you are

I know there's only, only one like you [sim, como tu é melhor só haver um]

There's no way, they could have made two [Eu espero bem que não]

You're all I'm living for,

Your love I'll keep for evermore,

You're the first, [e espero bem que haja melhor]

you're the last, [é melhor estar caladinha, o peixe morre pela boca]

my everything. [e que bela merda foste]



"Ahhhhh Placebo, de volta à realidade, deixa-me lá acabar com esta figurinha!"

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Let Go!





Este lindo tema é do álbum Details dos britânicos Frou Frou, foi lançado em 2002 e é, até à data, o único trabalho deste duo electrónico, composto por Imogen Heap e Guy Sigsworth.

Todos os 10 temas deste álbum fazem-me sonhar!



drink up, baby down
mmm, are you in or are you out
leave your things behind
'cause it's all going off without you
excuse me, too busy you're writing your tragedy
these mishaps
you bubble wrap
when you've no idea what you're like

so let go, jump in
oh well, whatcha waiting for
it's alright
'cause there's beauty in the breakdown
so let go, just get in
oh, it's so amazing here
it's alright
'cause there's beauty in the breakdown

it gains the more it gives
and then it rises with the fall
so hand me that remote
can't you see that all that stuff's a sideshow

such boundless pleasure
we've no time for later now
you can't await your own arrival
you've 20 seconds to comply

so let go, jump in
oh well, whatcha waiting for
it's alright
'cause there's beauty in the breakdown
so let go, just get in
oh, it's so amazing here
it's alright
'cause there's beauty in the breakdown



Sempre me cativou a frase "There's beauty in breakdown", não me consigo imaginar a viver desta forma, largar tudo e simplesmente.................. Let go!

Houve um simples e pequeno, mas não menos brilhante, diálogo que me emocionou no final do Livro de Luís Sepúlveda, História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar :


- Bem Gato, conseguimos - disse ele suspirando.

- Sim, à beira do vazio compreendeu o mais importante - miou Zorbas.

- Ah, sim? E o que é que ela compreendeu? - perguntou o humano.

- Que só voa quem se atreve a fazê-lo - miou Zorbas.



E apesar de eu compreender, perfeitamente, isto tudo, há sempre relutância, mesmo à beira do vazio, de me atrever a voar! Só gostaria de perceber o porquê desta minha dificuldade, parece ser tão fácil!!!